Eletricidade para Obras - Descubra todos os passos para ter um CPE de obras

Nuno Fatela

Ter eletricidade para obras requer um pedido especial que envolve a DGEG e a e-Redes e que culmina com a instalação do contador de obras e indicação de um CPE para o local. Depois é necessário fazer a contratação da eletricidade para obras para poder ter energia no local onde estão a ser realizados os trabalhos.

Existem tarifas de eletricidade para obras?

Não existem tarifas de eletricidade para obras disponíveis para contratação direta, porque é preciso fazer o pedido de instalação do contador de obras e do CPE. Além disso, so a EDP disponibiliza com facilidade as suas tarifas de eletricidade para obras.

Que empresas têm planos de eletricidade para obras?

Só a EDP tem planos de eletricidade para obras, já que a generalidade dos fornecedores não faz contratos para este fornecimento temporário de eletricidade.

As tarifas de eletricidade para obras são mais caras?

Não, as tarifas de eletricidade para obras não são mais caros e têm preços €/kWh idênticos aos das tarifas domésticas.

O que influencia a escolha da eletricidade para obras?

A escolha da eletricidade para obras é influenciada pela concessão do CPE de obras pela e-Redes e pela disponibilidade das empresas para iniciar o fornecimento.

Qual a potência contratada correta para um contador de obras?

A potência contratada correta para um contador de obras depende sempre da quantidade de equipamentos que vão ser ligados em simultâneo. Não é possível fazer uma estimativa sobre a potência contratada correta sem conhecer todos os equipamentos que vão ser usados no local.

Como pedir a instalação da eletricidade para obras?

Para pedir a instalação da eletricidade para obras siga estes passos:

  1. Faça o pedido do ligação de obras à e-Redes
  2. Escolha entre uma instalação definitiva se quer a mesma potência para o local depois das obras ou uma instalação provisória para estaleiros ou para uma potência diferente e acima de 20.7 kVA
  3. Forneça os documentos exigidos pela ERSE para o pedido de ligação à rede
  4. Faça o pagamento dos encargos iniciais que são enviados pela e-Redes
  5. São analisadas as condições técnicas e feitas as obras de construção, que ficam a cargo do cliente, da e-Redes ou são partilhadas
  6. O pedido está finalizado e recebe da e-Redes um CPE de eletricidade para o local de fornecimento
  7. Contrate a eletricidade para obras com um fornecedor de energia (normalmente é feito com a EDP)

Que documentos são precisos para o contador de eletricidade para obras?

Para o contador de eletricidade para obras, que permite fazer a ligação à rede e ter um CPE para o fornecimento de eletricidade, precisa sempre de fornecer a Ficha Eletrotécnica assinada por técnico inscrito na DGEG e a Licença Municipal de Construção.

Em caso de necessidade de construção de ramal definitivo tem também de fornecer os termos de responsabilidade pela execução e pela exploração de instalações elétricas de serviço particular.

Quanto tempo demora para ter eletricidade numa obra?

Não existe um tempo definido para ter eletricidade numa obra, porque o prazo depende das condições técnicas e das obras necessárias para a instalação do contador de obras no local.

É preciso autorização da Câmara Municipal para a instalação elétrica de uma obra?

Sim, para a instalação elétrica de uma obra é sempre preciso fornecer a autorização da Câmara Municipal para realizar as obras, que é a Licença Municipal de Construção.

Qual a eletricidade para obras mais barata?

De momento apenas existe uma oferta de eletricidade para obras, que é a da EDP. Por isso, esta é sempre a eletricidade para obras mais barata.