Taxa de Esforço no Crédito Habitação - Como calcular e impacto no pedido

Válter Correia

A taxa de esforço é essencial para aprovar um crédito habitação, porque ela serve para os bancos analisarem a sua capacidade para pagar as prestações mensais. A taxa de esforço influencia a aprovação, mas também os juros do crédito. Afinal, ela permite prever o risco do cliente entrar em incumprimento. Saiba como se calcula a taxa de esforço para o crédito habitação, o seu impacto e a taxa de esforço máxima autorizada nos pedidos de crédito para comprar casa. Veja ainda que opções existem para baixar a taxa de esforço no crédito habitação e como ela serve para renegociar o crédito habitação.

O que é a taxa de esforço do crédito habitação?

A taxa de esforço do crédito habitação, definida pelo Banco de Portugal, é a percentagem do salário que usa para pagar prestações de crédito. Ou seja, quanto do seu orçamento familiar é usado para pagar o dinheiro que pediu aos bancos.

Tabelas do nível da taxa de esforço para crédito habitação

Depois de calcular a taxa de esforço, veja se ela é elevada, muito elevada, ideal ou ideal máxima. Veja na seguinte tabela:

Taxa de esforçoEstadoRecomendações
> 40%Muito elevadaDeve pedir crédito consolidado ou renegociar crédito habitação
35 a 40%ElevadaDeve pedir crédito consolidado ou renegociar crédito habitação
> 30 % e < 34%IdealPode pedir crédito pessoal ou crédito habitação
=<30%Ideal máximaPode pedir crédito pessoal ou crédito habitação

Como calcular a taxa de esforço para crédito habitação?

A conta para calcular a taxa de esforço para crédito habitação é simples e pode ser feita em menos de 30 segundos na calculadora do smartphone. 

  1. Some o valor de todas as prestações de crédito;
  2. Multiplique o total de encargos de crédito por 100 e divida pelo valor do seu salário líquido (o salário líquido, que recebe na conta);
  3. O resultado que obtém é a taxa de esforço.

Aqui ficam dois exemplos:

  • Se ganha 1000€  líquidos e paga 200€ em créditos mensalmente, tem uma taxa de 20%.
    (1000€ * 100) / 200 = 20%
  • Recebe 1250€ mas paga 450€ de prestações mensais, a taxa está nos 36%.
    (1250 * 100) / 450 = 36%

Qual o valor ideal do esforço com créditos?

O valor ideal do esforço com créditos é sempre 0%, já que significa que não tem nenhum empréstimo de momento. Mas, olhando para quem recorre a crédito pessoal, habitação ou automóvel, basta não superar os limites recomendados pelo Banco de Portugal, de 35%, para estar numa situação financeira saudável.

O risco do esforço de crédito depende sempre do seu salário. Por exemplo, se ganha 1000€ e tem uma taxa de esforço de 50% só sobram 500€ para outros gastos. E isto é preocupante. Mas se ganhar 2500€ e tiver também uma taxa de 50%, ainda lhe sobram mais 1250€ para as restantes despesas. Por isso, o risco de incumprimento é mais baixo.

Taxa de esforço máxima para crédito habitação

Não há qualquer limite na taxa máxima para crédito habitação. No entanto, o Banco de Portugal recomenda que a taxa de esforço dos clientes não supere os 35%. Ou seja, não deve gastar mais do que ⅓ do seu salário com prestações de crédito.

No entanto, existe margem de manobra para negociar. Por exemplo, para um pedido de crédito habitação há liberdade para chegar a valores acima dos 40%.

Qual a importância da taxa de esforço máxima?

A taxa de esforço máxima indica o peso dos créditos no seu orçamento mensal. E, como tem sempre outras despesas, (por exemplo, as contas de casa, alimentação e outras compras), há limites de esforço mensal com créditos que não deve ultrapassar.

Como baixar a taxa de esforço para crédito habitação

Renegociar o crédito, transferir o crédito e fazer um crédito consolidado são as melhores soluções para baixar a taxa de esforço para crédito habitação e todos os empréstimos. Como o que paga em prestações mensais baixa, aumenta a probabilidade do banco receber de volta o dinheiro que já lhe emprestou e também a hipótese de aprovação do crédito habitação.

O nível de esforço do crédito e o endividamento são a mesma coisa?

Não, o nível de esforço do crédito e o endividamento não são a mesma coisa. Estes dois indicadores são importantes para avaliar a sua saúde financeira mas indicam dados diferentes.

O endividamento tem em conta o valor das dívidas em comparação ao seu património, incluindo casas, terrenos e outros imóveis. A taxa de esforço analisa o seu rendimento mensal disponível, avaliando se aquilo que recebe é suficiente para pagar os seus encargos.

Imagine, por exemplo, que é desempregado e tem terrenos e outros bens em seu nome mas não ganha nenhum dinheiro com eles. Neste caso tem um ednvidamento baixo mas é difícil ter aprovação do crédito habitação. Isto porque, mesmo com muito património em imóveis, não tem rendimentos para pagar o empréstimo todos os meses.

Renegociar crédito habitação devido à taxa de esforço

Por causa da subida da Euribor para crédito habitação, o governo está a obrigar os bancos a renegociar o crédito habitação para clientes com taxa de esforço acima dos 36%. Quem está nesta situação só precisa de aguardar pelo contacto do banco para renegociar o crédito habitação.

Quem está abaixo deste patamar também tem opções para pagar menos pelo crédito habitação. Por exemplo, pode pedir você ao banco para renegociar ou a transferência do crédito habitação para outro banco sem qualquer custo. Para isso faça sempre a comparação o crédito habitação em vários bancos para encontrar juros mais baixos e ter uma prestação mais barata.

Poupe agora no crédito habitação

Simular