Saiba como calcular o salário líquido e os descontos do salário

Tânia Garcia

O salário que qualquer um recebe está sujeito a impostos e descontos para a Segurança Social. Todos esses impostos e descontos aplicados sobre o seu salário bruto é que irão constituir o seu salário líquido ao fim do mês. Saiba qual a fórmula para calcular o salário líquido, que descontos são feitos no vencimento bruto, como funcionam as contas do salário com duodécimos e outras informações relevantes sobre o salário bruto e o salário líquido.

O que distingue o salário bruto do salário líquido?

O que distingue o salário bruto do salário líquido são os descontos feitos no ordenado por obrigações relacionadas com impostos e contribuições sociais. Os impostos dedutíveis sobre o rendimento pessoal são de tributação direta e aplicam-se diretamente sobre o vencimento dos contribuintes. Quanto mais elevado for o seu rendimento, mais elevados serão os seus impostos.

Relativamente às contribuições sociais, a taxa do salário para a Segurança Social é igual para todos os trabalhadores por conta de outrém, e está nos 11% do salário bruto. Se ganha 1000€ brutos, desconta 110€ para a Segurança Social.

Como é feito o pagamento dos descontos no salário bruto?

O pagamento dos descontos no salário bruto é feito diretamente pelos patrões, que depois entregam essas quantias ao Estado para a sua reforma e para pagar menos IRS. O que resta do salário bruto depois dos descontos é o salário líquido, que é o valor que a empresa transfere para a conta dos trabalhadores.

Quando um colaborador recebe o seu salário a parte do que fica para pagamento do IRS é a retenção na fonte. A Taxa Social Única (TSU) corresponde ao montante que o trabalhador desconta todos os meses para a Segurança Social, e é de 11%. Este imposto é retirado do seu salário de forma parcelada, todos os meses. Quem trabalha para a função pública acumula ainda a dedução dos descontos efetuados à ADSE.

Como calcular o salário líquido?

Num simulador de salário líquido pode verificar abaixo quanto recebe mensalmente após as devidas deduções de impostos. Mas abaixo vamos mostrar-lhe as contas para calcular o salário líquido.

  • Use o salário bruto mensal: corresponde ao montante que recebe, em termos brutos, (o valor que consta nos contratos de trabalho);
  • Se recebe os subsídios de Natal e de férias em duodécimos ou o seu contrato incluir outras remunerações some esses valores ao salário bruto
  • Veja nas tabelas do IRS os descontos para a sua situação civil (casado ou solteiro)
  • Veja também a taxa de acordo com o número de dependentes a cargo e encontre a taxa de retenção para o seu rendimento anual (multiplique o salário pelo total de meses que vai receber para encontrar a sua taxa de retenção)
  • Tire 11% do salário bruto total para a Segurança Social
  • Tire o valor da retenção na fonte
  • Adicione o total do subsídio de alimentação a multiplicar pelos dias a que tem direito/li>
  • Depois de subtrair os valores obtidos para a Retenção na Fonte e para a TSU e de adicionar o subsídio de alimentação tem a conta final do cálculo do salário líquido

Os duodécimos entram nos descontos do salário?

Sim, os duodécimos também entra para o cálculo dos descontos. Os duodécimos são o pagamento de uma parte dos subsídios de férias e de natal, que correspondem a doze meses do ano e são somados ao valor do vencimento mensal para o calculo dos descontos.

As pessoas com atestado multiusos pagam taxas de retenção mais baixas?

Sim, existem tabelas específicas de retenção na fonte para as pessoas com atestado multiusos que conferem o grau de incapacidade.

Informações a reter sobre o cálculo do salário bruto e do salário líquido

O subsídio de alimentação pode ser recebido juntamente com o seu ordenado mensal na sua conta ou através de cheques-refeição ou cartão de refeição. A forma como recebe este subsídio diz muito sobre o seu IRS.

Se receber o seu subsídio junto com o seu salário não se livra dos impostos, e terá de pagar mais do que se for feito pelo cartão ou vales de refeição. Se a entidade patronal fizer o pagamento do seu subsídio em cartão de refeição, tem um limite máximo para não ter que tributar esse valor.

Quando vai negociar um contrato saber fazer o cálculo do salário líquido é útil para ter uma real ideia do que irá receber na sua conta todos os meses, até porque, normalmente, a negociação salarial é efetuada em termos brutos, o que não lhe permite ver o valor real que receberá na sua conta.

Quando for a uma entrevista de emprego, antes de pedir a sua expectativa salarial, deve antes fazer um estudo de quais as retenções que lhe podem ser aplicadas em termos de IRS (Imposto sobre Rendimentos) e de Segurança Social.

Deve dizer a sua expectativa salarial em valores brutos nas entrevistas de emprego, a menos que lhe peçam o valor do salário líquido. Dessa forma, pense sempre quanto quer receber em líquidos, por exemplo 1.200 euros mensais, e quanto esse salário líquido custará em valores brutos à empresa a que se candidata, por exemplo 1.500 euros mais cartão de alimentação de 6,50 euros, auferirá mensalmente 1.211 euros.

Perguntas Frequentes

O que distingue o salário bruto do salário líquido?
Os impostos que os portugueses têm de pagar podem dividir-se em diretos e indiretos. Os impostos dedutíveis sobre o rendimento pessoal apelida-se de tributação direta, ou seja, os impostos aplicam-se diretamente sobre o vencimento dos contribuintes. Quanto mais elevado for o seu rendimento, mais elevados serão os seus impostos.

Simule sua economia exata: