Crédito Pessoal Recusado - Saiba o que fazer e as alternativas

Válter Correia

Ter um pedido de crédito pessoal recusado é uma situação que acontece por várias razões. Os motivos para os bancos recusarem crédito estão relacionados com dificuldades de pagamento, como baixos rendimentos ou altas taxas de esforço, com a situação laboral, por trabalho precário ou desemprego, pelo histórico bancário, com o nome na Lista Negra do Banco de Portugal e ainda por outros motivos como erros no envio dos documentos ou pela idade.

Quando o banco recusa o crédito pessoal há várias formas de resolver o problema e pedir uma reanálise, ou segunda análise, do pedido. Alterar as condições do pedido, como o prazo ou o valor, são uma das principais opções, mas tem alternativas como adicionar um segundo titular, um fiador ou fazer uma hipoteca. Quando os motivos para o crédito pessoal ser recusado estão relacionados com problemas bancários, as soluções passam por limpar o nome no Banco de Portugal ou fazer um crédito consolidado.

Ter um crédito pessoal recusado não significa que ficou sem hipóteses de financiamento, porque pode fazer um novo pedido de crédito. Esta não é a melhor opção, porque os bancos aconselham a não fazer novos pedidos de crédito até passarem seis meses de uma recusa, mas se a sua situação financeira se alterou ou se tem problemas urgentes para resolver pode fazer um novo pedido.

A melhor forma de não ter problemas na aprovação do crédito pessoal é fazer tudo de forma correta para evitar a recusa do crédito pessoal. Para isso deve fornecer todas as informações requisitadas com exatidão, garantir que envia todos os documentos, responder a todas as questões colocadas pelo banco e cumprir todos os passos do processo com clareza e honestidade.

Quais os motivos para um banco recusar crédito pessoal?

Os motivos para o banco recusar crédito pessoal são a sua situação financeira atual, a situação laboral, a idade e o histórico bancário. Os oito principais motivos para ter um crédito pessoal recusado são:

  • Taxa de Esforço Elevada - Gastar mais de 40% do salário líquido para pagar créditos é um motivo para ter um crédito pessoal recusado;
  • Baixos Rendimentos - Ter um baixo salário é motivo para o banco recusar o crédito;
  • Documentos com erros ou em falta - Se não fornecer todos os documentos exigidos pelo banco ou se os documentos que envia estão ilegíveis, adulterados ou com dados diferentes da informação que forneceu o banco não aprova o crédito;
  • Situação Laboral Precária ou Instável - Ser trabalhador temporário ou ter contrato de trabalho em regime de, substituição, parcial são motivos de recusa do crédito. Ser , trabalhador independente com recibos verdes e sem contrato também para ter o crédito pessoal recusado;
  • Desemprego - O crédito é sempre recusado quando está desempregado e sem uma fonte de rendimento;
  • Idade - Ter uma idade mais baixa, com menos de 25 anos, ou ter mais de 65 anos dificulta a aprovação do crédito;
  • Incidentes no Banco de Portugal - O crédito é sempre recusado a quem tem incidentes por dívidas na Central de Responsabilidades de Crédito, o que significa estar na Lista Negra de Crédito do Banco de Portugal;
  • Avaliação de Risco falhada - Se o banco considera que não cumpre os requisitos de avaliação de risco do crédito por outras razões o crédito é recusado.

O que é a avaliação de risco dos bancos?

A avaliação de risco, ou análise de risco, é a verificação que o banco faz do seu perfil para prever a capacidade para pagar o empréstimo. Esta análise é feita com base nas informações e nos documentos que envia e pode ter dois resultados: aprovação ou recusa do crédito.

Baixar a taxa de esforço evita ter o crédito pessoal recusado?

Sim, baixar a taxa de esforço evita ter o crédito pessoal recusado, porque significa que tem mais capacidade para pagar as prestações mensais. Para baixar a taxa de esforço tem de reduzir o custo das prestações mensais ao banco (por exemplo, com um crédito consolidado) ou liquidar parte dos empréstimos que tem.

Como limpar o nome no Banco de Portugal?

Para limpar o nome no Banco de Portugal tem de pagar as dívidas dos créditos que estão indicados na Central de Responsabilidades de Crédito ou fazer um PEAP (Plano Especial para Acordo de Pagamento). Com estas duas opções deixa de ter o nome “sujo” no Banco de Portugal.

A última opção é declarar insolvência pessoal, mas se escolher esta via não vai conseguir aprovar créditos no futuro.

Quanto tempo demora para limpar o nome no Banco de Portugal?

Limpar o nome no Banco de Portugal demora um mês depois de ter pago as dívidas que estavam indicadas na Central de Responsabilidades de Crédito.

O que fazer quando um crédito pessoal é recusado?

Quando um crédito pessoal é recusado pode pedir a reanálise depois de alterar as condições do pedido, de limpar o nome no Banco de Portugal ou então optar antes por um crédito para pagar créditos, também conhecido como crédito consolidado. Se teve um pedido de crédito recusado pode:

  • Reduzir o valor do pedido - Se pedir menos dinheiro vai ficar com uma prestação mais baixa. Isso reduz a taxa de esforço e a hipótese de recusa de crédito por baixos rendimentos;
  • Aumentar Prazo de Pagamento - Aumentar o prazo do crédito reduz a prestação e baixa a taxa de esforço;
  • Juntar Segundo Titular - Ter um crédito com dois titulares aumenta a probabilidade de pagamento e evita ter o crédito pessoal recusado;
  • Adicionar um fiador - Ter uma pessoa que assume o pagamento do crédito caso falhe as prestações ajuda o banco a recuperar o dinheiro e aumenta a hipótese de aprovação do crédito;
  • Dar garantias com hipoteca de bens - Dar uma casa, automóvel ou Limpar nome no Banco de Portugal - Fazer um crédito consolidado com financiamento adicional

Posso juntar mais uma pessoa ao pedido quando o crédito pessoal é recusado?

Sim, pode juntar um segundo titular ao pedido quando o crédito pessoal é recusado. Adicionar mais uma pessoa ao crédito aumenta os rendimentos para análise e a probabilidade de aprovação do crédito.

Posso adicionar um fiador para evitar a recusa do crédito pessoal?

Sim, pode adicionar um fiador para evitar a recusa do crédito pessoal. Esta opção dá segurança ao banco do pagamento do crédito se falhar no pagamento das prestações e aumenta as hipóteses de aprovação do crédito pessoal, mas não é garantia de que o crédito vai ser aprovado.

Posso dar garantias para o crédito ser aprovado?

No crédito pessoal não pode dar garantias para aprovação do crédito, porque estes são empréstimos sem hipoteca.

Fazer um seguro evita ter um crédito pessoal recusado?

Fazer um seguro não evita que o crédito seja recusado porque ter um seguro de proteção ao crédito não influencia a análise da situação financeira. O seguro do crédito pessoal serve como proteção para o pagamento das prestações em imprevistos mas não tem impacto na aprovação ou recusa do crédito pessoal.

Posso pedir a reanálise do pedido de crédito pessoal?

Sim, pode pedir a reanálise do pedido de crédito pessoal quando ele é recusado e existem alterações nas informações que prestou. Por exemplo, se não indicou todos os rendimentos que tem ou se alterar o prazo e valor do crédito pessoal de pagamento para baixar a taxa de esforço pode pedir a reanálise do pedido.

Pedir uma reanálise do pedido sem mudar qualquer das informações ou dados sobre a sua situação financeira não altera o resultado e nesse caso o crédito vai ser recusado. Se não existem novos dados, não pela a reanálise do crédito pessoal.

Posso pedir crédito pessoal em outros bancos quando um banco recusa o pedido?

Sim, quando o crédito é recusado num banco pode pedir crédito pessoal em outros bancos, mas isso não é aconselhável. Quando tiver um crédito recusado evite fazer novos pedidos de crédito durante os 6 meses seguintes, porque esses dados estão registados e os novos pedidos vão ter um impacto negativo na análise do seu perfil bancário.

Os bancos são obrigados a indicar os motivos de recusa do crédito pessoal?

Os bancos não são obrigados a indicar os motivos de recusa do crédito pessoal. Quando tem um crédito pessoal recusado por motivos mais frequentes, como desemprego ou taxa de esforço elevada, os bancos podem decidir dar-lhe essa informação. Quando o motivo de recusa são os critérios internos de análise os bancos não indicam as razões de recusa do crédito pessoal.

Fazer vários pedidos de crédito ao mesmo tempo é prejudicial?

Sim, fazer vários pedidos de crédito ao mesmo tempo é prejudicial porque todos os pedidos ficam registados. Em vez de fazer vários pedidos de crédito ao mesmo tempo use um simulador de crédito pessoal, escolha o crédito mais barato e faça apenas um pedido de crédito.

Como evitar que o crédito pessoal seja recusado?

Para evitar que o crédito seja recusado antes de fazer o pedido fique a conhecer os principais motivos de recusa do crédito pessoal, analise a sua situação financeira e calcule a sua taxa de esforço. Se tem uma taxa de esforço do crédito pessoal muito elevada opte por alternativas como o crédito consolidado com financiamento.

Para evitar a recusa do crédito pessoal tem também de cumprir todos os passos do crédito pessoal. Isto passa por fornecer todos os dados e documentos necessários e exigidos pelo banco e, antes de fazer o pedido, informar-se se deve tomar opções como adicionar um segundo titular ao crédito ou apresentar um fiador. Além disso, escolha também o crédito mais barato com um simulador de crédito para ter o melhor crédito pessoal.

Se tiver um crédito pessoal recusado evite fazer novos pedidos nos seis meses seguintes, porque isso vai ter impacto na análise que os bancos fazem do seu perfil de crédito. E evite também pedir crédito em vários bancos ao mesmo tempo, porque isso também é um dado negativo que pode fazer com que tenha o crédito pessoal recusado.

Pedir Agora Crédito Pessoal

Simular