Como funcionam os pagamentos fracionados?

Veja como funcionam os pagamentos fracionados

Sabia que com qualquer cartão de crédito pode fracionar o pagamento? Para alguns cartões de crédito esta modalidade é sem juros, mas para outros cartões acresce juros.

Artigo atualizado a 01.09.2020

Normalmente, quando faz compras com o cartão de crédito utiliza parte do seu plafond, que depois é pago mensalmente consoante as condições do cartão. Mas existe uma alternativa, os pagamentos fracionados. Como esta solução, pode fazer compras com o cartão de crédito sem que o plafond do cartão seja afetado, já que o montante fica numa linha de crédito paralela.

Os pagamentos fracionados permitem dividir uma determinada compra de bens/serviços em prestações mensais fixas, à semelhança do que acontece quando faz um crédito pessoal. Ou seja, efetua a compra mas fica a pagá-la através de pagamentos mensais no cartão de crédito.

Veja também: Como aderir e usar o MB Way, e que bancos cobram taxas pelo serviço

Num cartão de crédito tem sempre disponível o pagamento fracionado, assim como, o pagamento a 100%, no caso de querer pagar o valor da sua compra na totalidade. No caso do pagamento fracionado pode descontar o valor da sua compra no seu plafond habitual ou transferir o montante gasto para uma linha de crédito paralela que possibilitará o reembolso da dívida em prestações mensais.

Ao optar pelo pagamento fracionado é como se estivesse a fazer um plano de pagamentos mensal que se ajusta às suas possibilidades de forma a fazer uma melhor gestão financeira.

Veja também: Os direitos e deveres dos clientes nos cartões de crédito

Quais são os cartões que oferecem pagamentos fracionados sem juros?

CartãoAnuidadeTAEGValorPrazo
UniversoGrátis16,60%500€-5.000€3-12 meses
Unibanco ClássicoGrátis16,10%300€3 prestações
Unibanco AtitudeGrátis16,10%300€3 prestações
ONEYGrátis16,50%75€3 prestações
Tap Fly+Grátis16,10%75€Só para
pagamento
de viagens
TAP em
3 prestações
FnacGrátis16,60%160€-5.000€Só para
4 prestações

Exemplos de Cartões de Crédito com juros no fracionamento

CartãoAnuidadeValorPrazoTAEG do
fracionamento
TAN do
fracionamento
Novo Banco
(NB Verde)
10€75€36
meses
máximo
n.d.8,2%
CGD (Caixa
Classic)
18€1.000€-15.000€6-48
meses
16,6%15,5%
WiZink
Flex
0€250€-
10.000€
6-60
meses
16,6%15,5%
Wizink
Rewards
0€250€-
10.000€
6-60
meses
16,6%15,5%
Sabia que o BarclayCard mudou de nome e agora se chama Wizink?

Quais são as vantagens dos pagamentos fracionados?

A grande vantagem é que os pagamentos fracionados funcionam como os créditos pessoais, mas com o benefício de não ter de esperar pelo tempo de aprovação que um pedido de empréstimo implica. Basta que o consumidor detenha o cartão a priori e que escolha esta modalidade, o que implica muito pouca (ou nenhuma) burocracia.

Como foi mencionado anteriormente os pagamentos fracionados também permitem que o consumidor possa ir pagando conforme pode, fazendo assim uma melhor gestão financeira.

No caso de usar cartões de lojas, é sempre vantajoso o fracionamento das suas compras. Contudo, os consumidores devem sempre usar esta opção de forma consciente, assegurando que conseguem fazer o pagamento das respetivas prestações e evitar potenciais situações de sobre endividamento.

Sabe as diferenças entre um cartão Visa e um Mastercard? Descubra aqui

Posso levantar dinheiro e fazer pagamentos fracionados?

A resposta dependerá sempre do cartão de crédito que possui, mas há alguns bancos que permitem fazer levantamentos. Para isso apenas precisa de fazer o pagamento fracionado de um cash-advance para a sua conta à ordem, através da qual poderá mais tarde fazer levantamentos multibanco.

Por exemplo, a Caixa Geral de Depósitos indica mesmo que esta modalidade permite “transferir o valor de uma compra ou cash-advance, realizado com o cartão de crédito, para uma linha de crédito com condições financeiras diferenciadas das aplicadas na linha de crédito do cartão”. E, ao pagar este montante a prestações, e com juros, libertando “o limite de crédito do cartão para outras transações”.

Além disso, recorde-se que o próprio cartão de crédito permite fazer o cash-advance para a sua conta ou levantamentos em numerário, mediante o pagamento de taxas. Ou seja, também dessa forma poderá levantar dinheiro e pagar por esses montantes mais tarde e em prestações.

Que desvantagens existem nos pagamentos fracionados?

Caso tenha um cartão de crédito com taxas associadas ao pagamento fracionado podem existir algumas desvantagens. Ou seja, acabará por pagar mais do que aconteceria caso pagasse a pronto ou tivesse um cartão sem juros no fracionamento.

Estas são algumas das desvantagens no fracionamento do pagamento no cartão:

  • Caso tenha juros no cartão, acabará por pagar mais pelas compras que efetua;
  • Se juntar vários pagamentos fraccionados no plafond do cartão, pode aumentar a sua prestação mensal do cartão para valores acima do que consegue pagar. E, se isso acontecer, entrará em incumprimento e sofrerá penalizações;
  • Caso opte por criar uma linha de crédito paralela para os pagamentos fracionados, independente do plafond do cartão de crédito, pode aumentar os seus encargos mensais acima do que seria saudável e sofrer de sobre-endividamento;

Como se percebe, sempre que exista a possibilidade de fazer pagamentos num cartão sem juros esta é a opção mais vantajosa e com menos custos. No entanto, caso vá utilizar uma linha de crédito paralela ou use um cartão com juros no fracionamento, deve sempre ponderar alternativas como fazer um microcrédito ou mesmo um crédito pessoal.

Se quer ajuda especializada para tomar a melhor opção, aproveite e fale com a Comparamais, que nos indicamos-lhe qual a escolha certa para cada investimento.