Fraude com cartão de crédito: saiba como se proteger

A melhor forma de evitar dissabores é saber quais são as potenciais situações de fraude. Saiba qual é a melhor forma de proteger o seu cartão de crédito. O Banco de Portugal divulgou algumas dicas para se proteger de eventuais fraudes com cartões de crédito:

Caixa Multibanco (ATM)

Levantar dinheiro, consultar o saldo da conta bancária ou fazer pagamentos numa Caixa Multibanco (ATM) pode parecer uma operação sem grandes riscos, mas há certos cuidados a ter:

  • Antes de introduzir o cartão, certifique-se de que o Multibanco apresenta um aspeto normal. Se houver sinais de que possa ter sido alterado ou se tiver sido danificado (por exemplo na ranhura onde é inserido o cartão) não utilize o equipamento. Não arrisque.
  • Verifique se está alguém à sua volta. Marque sempre o PIN em condições de privacidade.
  • Se o seu cartão for “engolido”, deverá surgir no ecrã o motivo de captura de cartão. Se isso não acontecer, ou o motivo suscitar dúvidas, deverá notificar imediatamente o seu banco.

Normalmente, o cartão é capturado porque:

  • a data de validade do cartão expirou;
  • excedeu o número de tentativas permitido para a inserção do PIN ou até por avaria
  • tentativa de fraude.

O Banco de Portugal aconselha ainda a não aceitar ajuda de terceiros para recuperar o cartão. Da mesma forma, quando utilizar um terminal de pagamento automático (TPA), deve verificar se apresenta um aspeto normal; nunca perca o cartão de vista; confirme os valores de pagamento; e relativamente ao PIN, seja cauteloso e marque sempre o código em privacidade. LEIA AINDA: Cashback: saiba o que é e como funciona

Pagamentos contactless

Os pagamentos contactless têm vindo a ganhar terreno, por serem uma alternativa mais cómoda para efetuar pagamentos em estabelecimentos comerciais. Porém, este tipo de pagamento pode torná-lo um alvo fácil. Antes de avançar para um pagamento com a tecnologia contactless, verifique se o dispositivo tem o símbolo indicado na imagem abaixo.

Verifique se este símbolo surge no ecrã do terminal de pagamento automático (TPA)

Saiba que cuidados deve ter com os pagamentos contactless:

  • Aproxime o cartão do leitor apenas depois de ter validado o valor da operação no visor.
  • Em regra, se o valor da transação for inferior a 2€, e se ainda não tiver sido atingido o valor acumulado de 60€, não necessita de introduzir o PIN. No entanto, o PIN pode ser-lhe solicitado como medida adicional de segurança.

Se não souber qual o seu limite máximo por transação contactless e limite de pagamentos consecutivos, informe-se junto do seu banco. actless). Informe-se junto da entidade que emitiu o seu cartão (em regra, o seu banco) acerca dos limites aplicáveis.

E lembre-se: 

  • Não repita a operação se o visor do TPA não apresentar uma mensagem de que a tentativa de pagamento foi anulada.
  • Exija sempre um comprovativo do pagamento.
  • Não entregue o seu cartão ao comerciante e dê preferência à utilização da tecnologia contactless
  • Aguarde até confirmar que o pagamento foi autorizado, mas não perca o cartão de vista. 

Pagamentos online

O Centro Nacional de Cibersegurança de Portugal e o Banco de Portugal disponibilizam um documento online, onde reúnem uma série de comportamentos a ter para evitar situações de fraude. No que diz respeito aos pagamentos na internet, é importante estar atento a três tipos de situações de fraude:

1.Phishing – Quando alguém se faz passar por uma entidade, com o objetivo de o persuadir a ceder os seus dados pessoais.

2.Pharming – Quando um vírus informático o redireciona para uma página falsa (normalmente semelhante à página do seu banco), tendo assim acesso aos seus dados pessoais.

3.Spyware – Um vírus que se instala no seu computador e consegue aceder aos seus dados pessoais e informações confidenciais.

Relativamente às compras online, as entidades lembram que deve:

  • Proteger os seus dados pessoais: não utilize palavras-passe muito longas ou óbvias (ex.:123456); não divulgue as palavras-passe a terceiros; não divulgue os seus dados pessoais num site que não lhe pareça seguro.
  • Procure e certifique as informações do vendedor
  • Utilize um cartão virtual para pagar as suas compras (ex.: MBWay)
  • Guarde sempre os comprovativos das compras online
  • Consulte periodicamente a sua conta bancária. É uma forma de identificar rapidamente se foi vítima de fraude.

A melhor forma de evitar alguma destas situações é instalar um programa Antivírus e anti-spyware, e uma firewall, no computador, smartphone ou tablet. Além do antivírus, pode proteger as sua ligação à internet, evitando utilizar equipamentos públicos, hiperligações inseguras e verifique sempre se o link é seguro: https://.