Crédito Pessoal Online: simule e encontre o Crédito Pessoal rápido e fácil

Atualizado em Novembro de 2019
Escolha o Montante:
€ 250,86 Prestação
13,200% TAEG
8,50% TAN
MTIC: € 6.220,50
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Para qualquer necessidade de financiamento sem ter de apresentar comprovativos
Pode pagar o crédito antes do fim do prazo sem ter que pagar mais por isso
Pedido de crédito online
Isenção de comissão de processamento de prestação
Taxa de juro fixa durante todo o período do empréstimo, de 6%
Poderão ser considerados um seguro de vida e um seguro de proteção de pagamentos opcionais, com possibilidade de financiamento de encargo ou inclusão na mensalidade
Montantes entre 1.000€ e 75.000€ com prazos de 6 e 84 meses (até 15.000€) ou de 96 meses (a partir de 15.000€)
Comissão de abertura de 1% sobre o montante financiado, com um mínimo de €10 e um máximo de €150
€ 250,86 Prestação
13,200% TAEG
8,50% TAN
MTIC: € 6.220,50
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Sem comissões de abertura de contrato e mensalidades sempre fixas
Resposta ao pedido em 48h, o que permite a agilização de um processo rápido e eficaz
Crédito pessoal que pode ir até 25.000€ e pode ser pago em 96 meses
Comissão de processamento de prestação de 1,56€
Obrigatória a subscrição de um seguro de vida (incluindo na TAEG) cujo o prémio a pagar é de €30,42. O cliente pode optar por efetuar o pagamento do prémio no início do contrato, financiar e pagar o mesmo durante a sua vigência ou contratar o seguro em qualquer seguradora, desde que salvaguardas as condições expressas na ficha de produto disponível em www.montepiocredito.pt
€ 250,86 Prestação
12,500% TAEG
8,50% TAN
MTIC: € 6.190,18
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Não necessita mudar de banco
Permite amortizar o crédito antecipadamente sem penalizações, de forma total ou parcial
Montantes entre os 5.000€ e os 50.000€ com prazos de 24 a 120 meses
Mensalidades constantes, sendo que a 1ª mensalidade é acrescida do valor do imposto sobre a utilização do crédito
Não possui quaisquer encargos associados à abertura do seu crédito
Seguro de proteção financeira (opcional), estando o prémio mensal fixado em 0,300% do capital em dívida na data de adesão ao seguro
€ 254,66 Prestação
10,840% TAEG
5,58% TAN
MTIC: € 6.111,84
Montante: € 5.500,00
Características Principais
100% online e não tem custos de um banco tradicional
A aceitação final é feita no máximo em 48h a partir da receção da inscrição completa
Isento de comissão de abertura
Isento de comissão de processamento da prestação
O prazo, a taxa e as mensalidades são fixas
Seguro de proteção ao crédito facultativo, com possibilidade de inclusão no financiamento
Montantes entre 3.000€ a 40.000€ e prazos de 24 e 72 meses
€ 255,08 Prestação
13,600% TAEG
10,10% TAN
MTIC: € 6.266,75
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Crédito pessoal sem finalidade específica
Empréstimo de 1.000€ a 6.000€, com prazos de 6 a 60 meses
Todo o processo decorre online, sem complicações
Financiamento em 48 horas úteis, a partir do minuto em que o crédito é contratado
Sem comissões escondidas, o custo é dado apenas pelos juros e impostos aplicáveis
Permite a escolha do dia de pagamento da prestação (1º; 10º; 24º)
Reembolso antecipado total e parcial, sem custos, pode ser agendado online
€ 259,41 Prestação
10,800% TAEG
6,99% TAN
MTIC: € 6.094,08
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Crédito destinado a qualquer finalidade, incluindo remodelações, mobiliário, festas ou cerimónias, informática ou eletrodomésticos
Montantes entre os 2.500€ e os 50.000€, com prazos de 12 a 120 meses
Mensalidades, prazos e taxas fixos até final do contrato
Sem obrigação de subscrição de produtos adicionais
Seguro de proteção ao crédito (facultativo), com possibilidade de ser incluído no montante financiado
Isenção de comissão de abertura e despesas de contrato
Comissão de processamento de cada prestação no valor de 1,5€ acrescido de Imposto de Selo
€ 263,88 Prestação
12,200% TAEG
8,40% TAN
1ª Prestação: € 395,87
MTIC: € 6.465,11
Montante: € 5.500,00
Características Principais
Crédito sem finalidade específica e sem necessidade de apresentação de comprovativos
Destinada a clientes de qualquer banco e sem obrigatoriedade de subscrição de produtos adicionais
Descontos exclusivos Oney em parceiros
Seguro de proteção da conta (facultativo) que inclui mensalidade
Taxa de juros fixa para todo o empréstimo
Montantes entre os 4.000€ e os 30.000€, com prazos de 12 até 108 meses
Comissão de processamento de prestação no valor de 1€ + Imposto de Selo

Crédito pessoal em Portugal

Pedir um crédito pessoal hoje em dia é possível fazer de forma rápida, simples e para usos variados. Solicitar um crédito pessoal, pode resolver várias necessidades a curto prazo, seja para adquirir um automóvel, para consolidar dívidas ou até para ir de férias. Um crédito pessoal pode ser pedido junto a uma entidade financeira presencialmente ou online.

O procedimento para pedir um crédito nos anos mais recentes tornou-se mais fácil e rápido por parte das entidades financeiras e bancos. Algumas delas até oferecem créditos exclusivamente online. Em contrapartida, algumas entidades financeiras online, ao não oferecer balcões, poderão não ser do gosto de todos os clientes.

Como sei se tenho o nome limpo no Banco de Portugal?

O Mapa de Responsabilidades de Crédito é o documento que apresenta todos os seus créditos e terá um detalhe do seu histórico com os nomes das entidades financeiras com que está envolvido ou com as quais tem dívidas. A informação deste mapa é enviada pelos credores para que esteja sempre atualizado. Se você tiver uma dívida, pode demorar dois ou três meses em aparecer na “lista negra” do Banco de Portugal. 

Para ter acesso ao seu Mapa de Responsabilidades pode ir ao Banco de Portugal com todas a sua documentação pessoal ou ver online aqui. Precisará do seu NIF e password das finanças.

Como limpar o meu nome com o Banco de Portugal?

Para conseguir um crédito pessoal, deve primeiro tirar o seu nome da “lista negra” do Banco de Portugal. A forma certa de limpar o nome é pagando a dívida com a entidade financeira em questão. Só depois de regularizar a dívida é que a comunicação é feita com o Banco de Portugal para alterar o estado do cliente na Central de Responsabilidades de Crédito.

Outra opção para sair da lista de devedores do Banco de Portugal é renegociar a dívida com a entidade financeira. Os termos de pagamento podem ser combinados de diferentes formas, por exemplo com parcelas menores e por um prazo maior, ou até com a possibilidade de o cliente colocar um fiador como garantia de pagamento.

A última possibilidade para voltar a ter o histórico financeiro limpo no Banco de Portugal é fazer um pedido de insolvência, mas esta opção demora muito tempo e o processo é mais complexo visto que deve ser feito junto do tribunal da área de residência. Para isto, vai ser sempre necessária a intervenção de um advogado.

Quanto tempo demora a limpar o nome no Banco de Portugal?

Depois de liquidar a sua dívida pelo valor total, pode demorar até 90 dias para serem atualizados os seus registos no Banco de Portugal.

Simular um crédito pessoal online

Se tiver interesse em pedir um crédito pessoal o melhor é utilizar primeiro o nosso simulador de crédito pessoal. No caso da Comparamais, basta selecionar o montante de que necessita, que pode ir de 2.500€ a 75.000€ e um período de pagamento de crédito que vai de 12 a 120 meses. Depois de preencher estes dois dados irão aparecer as ofertas de crédito mais em conta para si.

A Comparamais.pt oferece a comparação dos principais bancos e instituições financeiras em Portugal, para que você possa encontrar a melhor oferta de crédito pessoal para si de forma gratuita. 

Um crédito pessoal é um tipo de empréstimo que o autoriza a solicitar uma soma de dinheiro para ser reembolsada em prestações fixas em determinado prazo.

Este é o tipo de crédito que não precisa de ter uma finalidade obrigatória: pode utilizar para vários projetos pessoais. Pode utilizar o crédito pessoal para viajar, pagar algumas dívidas, fazer um investimento, entre outros exemplos. Por norma os valores dos créditos pessoais podem situar-se num montante mínimo de 250 euros até a um máximo de 50.000 euros.

 

Para oferecer um crédito, a instituição financeira recolhe os dados pessoais do cliente: a sua identificação, um comprovativo de residência, comprovativos de rendimentos e extractos bancários. Cada documento é utilizado para um objectivo distinto. Os documentos de identificação (como por exemplo o Cartão de Cidadão) são utilizados para comprovar os dados básicos do indivíduo, como o nome, mas também a data de nascimento para comprovar a idade já que a maior parte dos créditos só podem ser efetuados a pessoas entre os 18 e os 65 anos. O cartão de cidadão comprova também a nacionalidade Portuguesa do indivíduo, sendo este um requerimento essencial para atribuição do crédito.

O comprovativo de residência (por exemplo, uma conta de eletricidade ou de água) é utilizado para confirmar que o requerente tem residência fixa mas também em alguns casos para demonstrar capacidade financeira básica para manter contas em dia. São vários os exemplos de propostas de crédito rejeitadas onde o requerente não tem incidentes no Banco de Portugal mas oferece como comprovativo de residência contas de luz vencidas.

Os comprovativos de rendimentos e os extractos bancários, são utilizados pelas entidades financeiras para determinar a capacidade financeira do requerente. Importante neste contexto é determinar a taxa de esforço do indivíduo com dados fidedignos que comprovem o salário líquido e os encargos fixos mensais. Estes encargos são os custos essenciais mensais como por exemplo: renda ou prestação hipotecária, prestações relacionadas com outros créditos e pensões de alimentos (no caso de divorciados). É importante referir que da parte do rendimento líquido, este por norma não inclui comissões nem horas extra, por estas serem fontes de rendimento pontuais e/ou irregulares.

Assim sendo, a diferença entre o rendimento líquido, os encargos fixos e a hipotética prestação do crédito a contrair, representa a taxa de esforço do requerente, podendo ser representado da seguinte forma:

Taxa de esforço = (Encargos financeiros / Rendimento Líquido) x 100

Por norma, a taxa de esforço de um crédito pessoal não deveria ultrapassar os 33% sendo que existem excepções.

Por fim, a entidade financeira faz uma pesquisa na Central de Responsabilidades de Crédito (CRC) do Banco de Portugal. A CRC agrega dados relativos a todas as pessoas que estão ou tenham estado em incumprimento de dívidas. No Mapa de Responsabilidades de Crédito (MRC) o Banco de Portugal agrega todos os créditos concedidos ao cliente por instituições financeiras e é acessível tanto pelos clientes como para os bancos. Portanto, quem tiver o histórico limpo no Banco de Portugal, tem mais possibilidades de obter um crédito.

Se o seu nome aparece na CRC como devedor, não conseguirá obter um empréstimo ou um cartão de crédito. Deverá primeiro limpar o nome da lista negra do Banco de Portugal.

Antes de fazer um pedido de crédito pessoal, veja se tem os requisitos essenciais para que lhe concedam o crédito. Os critérios mais comuns são: ser residente em Portugal e ter idade igual ou superior a 18 anos, entre outros.

Assegure que toda a documentação a submeter está em ordem. Uma inscrição comum de crédito pessoal em Portugal deverá requerer os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação: Cartão de Cidadão (CC) ou Bilhete de Identidade (BI) devem ser suficientes. Se tiver outra nacionalidade que não a portuguesa, deve levar uma autorização de residência e o Cartão de Contribuinte, caso não tenha Cartão de Cidadão
  • Comprovativo de morada, tais como, faturas de água, luz, telefone (fixo ou móvel), gás ou TV por cabo.
  • Comprovativo de rendimento: no caso de um trabalhador por conta de outrem, recibos de vencimento dos últimos meses; no caso de sócio, gerente ou trabalhador por conta própria, a última declaração de IRS; e no caso de reformados, o último comprovativo de reforma.
  • Comprovativo de IBAN (International Bank Account Number): cópia do cartão multibanco e talão do multibanco com IBAN ou comprovativo de IBAN impresso através do site do seu banco.
  • Além dos documentos acima referidos, manter um bom histórico de crédito e demonstrar capacidade de pagar o empréstimo serão fatores importantes para assegurar a aprovação da sua solicitação.

 

Os bancos e as instituições financeiras de crédito disponibilizam um grande leque de produtos competitivos e são regulados pelo Banco de Portugal. Por isso, tendem a ser mais seletivos no que toca a solicitadores e têm processos de seleção de crédito rigorosos.

 

As instituições financeiras de crédito também são supervisionadas e licenciadas pelo Banco de Portugal, agindo de acordo com a Legislação em vigor em Portugal. Estas companhias, porém, tendem a ser menos rígidas e podem mesmo acomodar solicitadores com histórico de crédito mais complicado. Se está a considerar pedir crédito a uma instituição financeira, aconselhamo-lo a ter a certeza de que essa companhia está devidamente licenciada.

 

Esteja seguro que é capaz de pagar o financiamento que deseja no prazo que estipulou. Avalie a sua taxa de esforço e, se esta for positiva, conseguirá o seu crédito pessoal.

Esta resposta depende sempre do que está à procura. Contudo, selecionámos os seis créditos pessoais que consideramos serem os melhores:

Crédito pessoal Activo Bank

Para um exemplo de simulação de 5.500€ a 24 meses ficaria com uma prestação de 250,86€, uma TAEG 13,200‰ e uma TAN 8,50‰. Seguem algumas das características do crédito pessoal do Activo Bank:

  • Pode utilizar este crédito para qualquer necessidade de financiamento sem ter de apresentar comprovativos
  • Pode pagar o crédito antes do fim do prazo sem ter que pagar mais por isso
  • Pedido de crédito online
  • Isenção de comissão de processamento de prestação
  • Taxa de juro fixa durante todo o período do empréstimo, de 6%
  • Poderão ser considerados um seguro de vida e um seguro de proteção de pagamentos opcionais, com possibilidade de financiamento de encargo ou inclusão na mensalidade
  • Montantes entre €1.000 e 75.000€ com prazos de 6 e 84 meses (até 15.000€) ou de 96 meses (a partir de 15.000€)
  • Comissão de abertura de 1% sobre o montante financiado, com um mínimo de 10€ e um máximo de 150€

Crédito pessoal Cofidis

O crédito pessoal Codifis tem uma TAN de 7,90% e uma TAEG de 11,100‰ com uma base de cálculo de 5.500€. A sua prestação mensal ficaria por 266,22€, sendo o montante total imputado ao consumidor de 6.115,20€. Seguem algumas características do crédito pessoal da Cofidis:

  • Pode utilizar este crédito para qualquer finalidade
  • Isento da comissão de processamento da prestação
  • Isento da comissão de amortização antecipada
  • Pode pedir um crédito na Cofidis com um montante mínimo de 1.000€ até um montante máximo de 50.000€
  • Os prazos para pagamento podem ir de 1 a 10 anos
  • É um crédito 100% online, em que o processo de contratação é feito todo ele online
  • O prazo, as taxas e a mensalidade são sempre fixas
  • Tem a possibilidade de incluir no seu pack um seguro de proteção ao crédito que é facultativo

Crédito pessoal Puzzle

O crédito pessoal da Puzzle tem uma TAN de 10,10% e uma TAEG de 13,600‰ para uma base de cálculo de 5.500€. Fica com uma prestação mensal de 255,08€ e um montante total imputado ao consumidor de 6.266,75€. Seguem as principais características do crédito:

  • Não precisa de especificar a finalidade do crédito
  • Financiamento em 24 horas úteis, a partir do minuto em que o crédito é contratado
  • Permite a escolha do dia de pagamento da prestação (1º,10º e 24º)
  • O empréstimo pessoal pode ter um montante mínimo de 1.000€ até a um máximo de 6.000€, com prazos de 6 a 60 meses
  • Todo o processo decorre online, sem complicações
  • Isento da comissão de amortização antecipada. O reembolso total ou parcial pode ser feito online
  • Sem comissões escondidas: o custo contempla apenas as taxas e os impostos associados

Crédito pessoal Banco CTT

Para uma simulação de crédito no valor de 5.500€, terá uma TAEG de 11,300‰ e uma TAN de 7,40‰. A prestação mensal será no valor de 260,54€ e o montante total imputado ao consumidor é de 6.120,00€. Veja algumas das características deste crédito pessoal do Banco CTT:

  • Crédito destinado a qualquer finalidade, incluindo remodelações, mobiliário, festas ou cerimónias, informática ou eletrodomésticos
  • Montantes entre os 2.500€ e os 50.000€, com prazos de 12 a 120 meses
  • Mensalidades, prazos e taxas fixas até final do contrato
  • Sem obrigação de subscrição de produtos adicionais
  • Seguro de proteção ao crédito (facultativo), com possibilidade de ser incluído no montante financiado
  • Isenção de comissão de abertura e despesas de contrato
  • Comissão de processamento de cada prestação no valor de 1,5€ acrescido de Imposto de Selo

Crédito pessoal Unibanco

O crédito pessoal do Unibanco tem uma TAN de 8,50‰ e uma TAEG de 12,500‰, para uma base de cálculo de 5.500€. A prestação mensal tem o valor de 250,86€ e o montante total imputado ao consumidor é de 6.190,18€. Veja as principais características do crédito:

  • Não necessita de mudar de banco
  • Permite amortizar o crédito antecipadamente sem penalizações, de forma total ou parcial
  • Montantes entre os 5.000€ e os 50.000€ com prazos de 24 a 120 meses
  • Mensalidades constantes, sendo que a 1ª mensalidade é acrescida do valor do imposto sobre a utilização do crédito
  • Não possui quaisquer encargos associados à abertura do seu crédito
  • Seguro de proteção financeira (opcional), estando o prémio mensal fixado em 0,300% do capital em dívida na data de adesão ao seguro

Crédito pessoal Cetelem

Utilizando a mesma base de cálculo que usámos nos créditos anteriores, para um crédito de 5.500€ tem uma TAEG de 11,300% e uma TAN de 7,40‰. A prestação mensal é de 248,00€ e o montante total imputado ao consumidor é de 6.120,00€. De seguida apresentamos-lhe algumas das características deste crédito pessoal do Cetelem:

  • Crédito sem finalidade específica, podendo ser utilizado para remodelações, mobiliário, festas ou cerimónias, informática, entre outros
  • Pré-aprovação online e imediata
  • Mensalidades, prazos e taxas fixas até final do contrato
  • Sem obrigação de subscrição de produtos adicionais
  • Montantes entre os 2.500€ e os 50.000€ e prazos de 12 a 120 meses
  • Seguro de proteção ao crédito (facultativo), com possibilidade de financiamento dos encargos
  • Isento de comissão de abertura e despesas de contrato
  • Comissão de processamento de cada prestação no valor de 1,5€ + Imposto de Selo

Compare estes seis créditos que lhe apresentámos e escolha o melhor que se adapta ao que precisa. Antes de contratar qualquer crédito, utilize sempre um simulador para ter a certeza que comparou todas as opções.

Os juros de mora são uma taxa percentual sobre o atraso do pagamento de um título de crédito num determinado período de tempo.

Os juros de mora são a pena imposta ao devedor pelo atraso no pagamento da sua prestação.

O juros de mora funcionam como uma espécie de indemnização pelo atraso na execução do débito.

Por norma, a taxa de juros de mora em Portugal é de 3% face à TAN em vigor.

Antes de pedir um crédito, é importante saber que existem vários tipos de créditos e que os termos e condições podem variar conforme a finalidade.

Veja os diferentes tipos de créditos:

  • Crédito pessoal: é um contrato de crédito em que o montante, o prazo e a modalidade de pagamento estão definidos desde o primeiro momento. Um crédito pessoal, então, pode definir-se como um tipo de empréstimo que lhe dá a possibilidade de solicitar uma quantia de dinheiro para ser reembolsada em prestações fixas em determinado prazo. Pode ser usado para financiar projetos pessoais, viagens, pagar dívidas, adquirir bens e serviços ou até pode não ter uma finalidade específica. Antes de pedir um crédito pessoal deve avaliar o seu orçamento familiar visto que terá que pagar prestações mensais durante um tempo considerável.

 

  • Crédito automóvel: este crédito serve para adquirir um automóvel novo ou usado. Ao pedir este tipo de crédito, consegue-se adquirir carros a prestações baixas com prazos que podem ir de 1 até 10 anos. É um dos mais procurados do mercado e também um dos raros empréstimos onde pode conseguir um financiamento até 100%, ou seja a totalidade do valor da viatura. Contudo, utilizando este tipo de financiamento, o veículo é dado como garantia e em caso de incumprimento a financeira pode ficar com o veículo. Caso preferir não dar o veículo como garantia, pode sempre optar por um crédito pessoal.

 

  • Crédito Habitação: esta variante de crédito permite não só comprar uma casa mas também a construção de habitação própria ou para arrendamento. As taxas de juro são obtidas através da soma da Euribor a 3, 6 ou 12 meses com um spread que varia de banco para banco. O imóvel serve como garantia do empréstimo e em caso de incumprimento a financeira toma posse do imóvel e pode vende-lo para recuperar os custos do financiamento. Para efetuar um crédito deste tipo é necessário dar uma entrada, sendo que por lei deverá sempre ser no mínimo, 10% do valor do imóvel.

 

  • Crédito Formação: este é um crédito para quem quer continuar a sua formação profissional. Os montantes variam entre os 1000€ até os 25000€ e pode ser pagos em vários prazos e de acordo com a duração da formação, num máximo de até 5 anos. As taxas de juro para os Crédito Formação são sempre fixas. O crédito de formação também pode incluir matrículas, propinas, alimentação e material de estudo.

 

  • Crédito de apoio empresarial: destina-se a apoiar as empresas e negócios. Pode pedir este crédito em instituições financeiras ou através de fundos comunitários. Este tipo de crédito diferencia-se dos outros visto que tem normas específicas para cada caso: PMEs, financiamento para lançamento de negócios ou lançamento de novos produtos. Para pedir um crédito empresarial é sempre exigido um plano de negócios. Desta forma, a entidade financeira pode avaliar a rentabilidade da empresa.

 

  • Crédito Consolidado: este tipo de crédito permite juntar todos os créditos que tem num só, ficando assim com uma única prestação a pagar. Por este motivo, este crédito é ideal para quem acumulou diversos créditos e que pode ter dificuldades em pagar diversas prestações.

Na hora de solicitar um financiamento, o cliente é sempre avaliado pela instituição para decidir se o crédito pessoal é ou não aprovado. Estes são os principais factores que a entidade financeira terá em conta na hora de analisar o seu perfil:

 

  • Taxa de esforço: é a sua capacidade de pagamento. É através desta taxa que a instituição financeira avalia se os seus rendimentos são suficientes para devolver o dinheiro caso o crédito pessoal seja aceite. Calcula-se, dividindo as prestações dos créditos e encargos fixos (por exemplo: renda de casa alugada, pensões alimentares e etc.) pelo rendimento total disponível todos os meses. Quanto mais elevada for a sua taxa de esforço, mais difícil será arranjar um crédito pessoal;

 

  • Valor do património do cliente: o seu património vai ser a garantia usada por parte do banco caso não pague as suas prestações. Portanto, a entidade fará uma análise do seu património para conceder o crédito;

 

  • Capacidade de gestão: a capacidade para gerir as suas finanças é avaliada através da análise dos seus dados pessoais: qual é a estabilidade no emprego? Qual é o seu nível de escolaridade? Será capaz de se adaptar a uma eventual mudança na economia? etc;

 

  • Perfil do cliente: ter um bom relacionamento com o banco é importante para a aprovação do crédito. O seu histórico financeiro mostra os movimentos realizados na sua conta, a pontualidade nos pagamentos, ou até eventuais incumprimentos por parte do cliente. Tudo isto serve para que o banco forme o seu perfil como cliente.

Todos os créditos têm taxas associadas e o valor de cada uma vai depender da instituição à qual está a pedir o empréstimo. Analise as taxas mais comuns associadas ao crédito e aos consumidores:

 

  • TAEG ou Taxa Anual de Encargos Efetiva Global: é o custo total de um crédito. Calcula-se, incluindo os juros a pagar, as comissões, despesas de processo, e outros eventuais custos de operações. A TAEG serve como principal referência para comparar as diferentes propostas do mercado: opte por escolher o crédito com a TAEG mais baixa, pois é esse que lhe sairá mais barato. Veja aqui como calcular o TAEG;
  • MTIC ou Montante Total Imputado ao Consumidor: este é o valor que irá pagar pelo empréstimo, incluindo o capital e os juros;
  • TAN ou Taxa Anual Nominal: esta taxa corresponde ao custo global associado aos juros do empréstimo e não inclui os valores de encargos ou impostos. A TAN é obrigatória em todos os contratos de crédito. Se o pagamento for mensal, é só dividir em 12 para saber o valor do juro. No caso de contratar um crédito que tenha uma taxa variável, a TAN é igual ao indexante (normalmente, a Euribor) acrescido do spread (margem financeira do banco). Se optar por uma taxa fixa, a TAN é fixada diretamente pelo banco;

 

Para comparar várias propostas de crédito, tenha em consideração a TAEG e a MTIC. Comparar créditos pela TAN pode levá-lo a selecionar um crédito mais caro, já que não contempla custos com comissões ou seguros. Utilize o nosso comparador e simule o montante e o prazo que pretende. Tenha em atenção as taxas que lhe podem interessar e veja qual será o montante total do crédito, considerando os impostos.

Não é possível obter um crédito pessoal da noite para o dia. O tempo de aprovação de um crédito vai depender da instituição credora, da finalidade e do seu perfil.

A entidade financeira vai primeiro avaliar o seu historial de crédito. Dependendo do tipo de crédito a ser solicitado, esta análise pode demorar entre 1 e 3 dias.

Depois desta pré-aprovação, o processo a seguir é relativamente simples, e terá os recursos disponíveis entre 1 dia útil e uma semana. Se for um cliente cumpridor e tiver um bom relacionamento com a instituição financeira, os prazos serão menores e, portanto, o seu crédito será aprovado mais rapidamente.

 

 

O banco ou entidade financeira primeiro vai avaliar a sua solvabilidade financeira. Vai considerar a sua taxa de esforço, o valor do seu património, assim como, a capacidade de gestão, entre outros.

Se a instituição achar que não tem capacidade para pagar o crédito solicitado, a mesma não será obrigada a conceder o dinheiro.  

Pode pedir um crédito numa instituição onde não é cliente. No entanto, é importante que saiba que, pessoas que têm um bom relacionamento com a entidade, vão ser mais beneficiadas na hora de pedir um crédito pessoal. Isso acontece porque, para lhe ser concedido um crédito pessoal, o seu perfil e histórico financeiro vão ser analisados: já tem dívidas noutras entidades?, tem empréstimos prévios?, etc.

 

O principal benefício de simular um crédito pessoal online é que não precisa de fazer uma pesquisa pessoal no seu banco, nem perder tempo a ir a outras entidades para comparar valores. Ao utilizar o simulador online, terá acesso à tabela de créditos e vai poder comparar as taxas de juros mais baixas para o valor e período de tempo que solicitou. Assim, vai poupar tempo e dinheiro.

Para além disso, as simulações não têm custos adicionais. Se decidir optar por uma proposta de crédito pessoal, saiba que existem algumas entidades que permitem pedir o crédito 100% online, direto e imediato.