Conheça as vantagens e desvantagens do crédito pessoal

As vantagens e desvantagens do crédito pessoal

Quando quiser pedir um empréstimo tenha sempre em atenção os dois lados da balança: as vantagens e desvantagens do crédito pessoal.

O crédito pessoal é uma solução oferecida pelos bancos para financiar algum projecto que tenha. Eles servem, por exemplo, para remodelar a sua casa, comprar um carro usado, férias, viagens, financiar os estudos ou saúde.

Por norma o crédito pessoal é um crédito de fácil obtenção, com aprovação de 24h a 48h. E isso torna-os bastante aliciantes para quem precisa ou quer dinheiro rapidamente. Mas há vantagens e desvantagens no crédito pessoal. Neste artigo mostramos-lhe quais.

As principais vantagens e desvantagens do crédito pessoal

Vantagens Crédito Pessoal Desvantagens Crédito Pessoal
Permitem pedir até 75000€Juros mais elevados que no crédito
habitação e automóvel
Flexibilidade no prazo de
pagamento (até 84 meses)
Podem originar problemas com
a taxa de esforço
Aprovação em 48h e transferência rápida do dinheiro para a contaEm alguns casos, podem existir
taxas ocultas ou elevados
custos no contrato
Pode ser tratado 100% online
(com mais rapidez e sigilo)
As penalizações por
incumprimento são elevadas
Podem ser amortizados
antecipadamente sem custos-extra
Para alguns gastos como compras,
em vez de “grandes projetos”, o
cartão de crédito é melhor opção
Pode ser pedido crédito pessoal
para qualquer finalidade
Algumas pessoas podem entram
numa “espiral de crédito”. Ou seja,
pedir empréstimos para pagar
empréstimos
Menos burocracia e documentos
que o crédito “tradicional” no
balcão do banco
Caso sejam acumulados vários
créditos sem pagamento, podem
levar à insolvência e ter nome na
Lista Negra do Banco de Portugal

As vantagens do crédito pessoal

Acesso rápido e fácil aprovação

Esta é uma das principais vantagens do crédito pessoal. A maioria dos bancos permitem que faça a sua simulação online, bem como o pedido de crédito online. Além disso permitir saber de imediato as taxas de juro e a prestação e ter uma pré-aprovação. E em apenas 48 horas obtém a resposta final ao pedido de empréstimo.

Veja alguns créditos que pode pedir online.

Flexibilidade: pode usar para qualquer finalidade

Pode ser utilizado nas mais variadas situações. Como por exemplo: viajar, férias, educação, projetos, remodelar uma casa, comprar um carro usado, entre outros.

Menos documentação, menos burocracias

Como o processo é feito praticamente todo online, não necessita de tanta documentação como se fosse pedir o empréstimo no balcão do banco. Ou seja, o crédito pessoal online é menos burocrático.

Ajuda a resolver problemas com rapidez

Como é um crédito que é aprovado entre 24H a 48H, o dinheiro fica disponível na sua conta rapidamente. Isso pode ajudar a desbloquear certas situações de emergência.

Prazos de pagamento flexíveis

Grande abrangência nos prazos de pagamento, o que permite escolher um prazo de pagamento e uma prestação mensal que melhor se adapte às suas possibilidades (pode ir até 84 meses).

Além disso, como nos bancos tradicionais, em caso de dificuldades pode tentar renegociar o prazo de pagamento e ficar com uma prestação mais baixa.

Desvantagens do crédito pessoal

Taxas de juro

Por norma as taxas de juro dos créditos pessoais são mais altas em comparação com um crédito habitação ou um crédito automóvel.

Problemas com a taxa de esforço

A facilidade de acesso ao crédito pessoal origina em alguns casos pedidos de empréstimos superiores aos realmente necessários. E esse excesso pode resultar mais tarde dificuldades no seu pagamento. Se não for feito o cálculo da taxa de esforço, o cliente pode entrar em incumprimento para com a entidade financeira. Este mesmo incumprimento leva a penalizações elevadas, que deve evitar.

Elevados custos no contrato e Taxas ocultas

Muitas vezes os créditos pessoais contêm taxas escondidas associadas que acabam por surpreender os consumidores. Estude atentamente o contrato e a Ficha de Informação Normalizada (FIN) do crédito em questão para evitar esse tipo de situação.

“Espiral de crédito”

Para algumas pessoas, torna-se difícil pagar um empréstimo e, por isso, decidem pedir mais dinheiro. Entre as vantagens e desvantagens do crédito pessoal esta é uma das questões mais importantes. Por um lado, o dinheiro chega rapidamente. Mas, por outro lado, acentua ainda mais as dificuldades de pagamento. Por isso há alternativas que são melhores para quem tenha dificuldades. Por exemplo, o crédito consolidado.

Leia neste artigo como fazer o seu pedido online de crédito pessoal.

Crédito pessoal ou cartão de crédito?

O cartão de crédito, como um empréstimo, garante-lhe liquidez de dinheiro, já que tem um plafond disponível para usar quando precisa. E esse dinheiro é pago em prestações, embora possa optar pelo pagamento a 100%. No entanto, também no crédito existe a possibilidade do reembolso antecipado.

Contudo um cartão de crédito não é um empréstimo, embora se pareçam. As taxas são diferentes (por exemplo, a TAEG e a TAN), assim como os prazos, montantes, seguros e características principais.

Um empréstimo deve ser usado para comprar uma casa, um carro, remodelar a casa e educação. Um cartão de crédito deve ser usado para compras mais habituais do dia a dia e compras online.

Como usar as taxas para obter o melhor crédito pessoal

Empréstimos pessoais requerem sempre atenção os juros que lhe vão ser cobrados sobre o montante de crédito que está a pedir. O crédito pessoal é composto por várias taxas:

1. TAN (Taxa Anual Nominal)

A TAN é obrigatória em todos os contratos de crédito e corresponde ao período de um ano. Se o pagamento de juros for mensal, é necessário dividir a TAN por 12 para saber o juro. Contrariamente, se for trimestral ou semestral, deve dividir-se a TAN por três ou seis meses.

Se contratar um crédito que tenha uma taxa variável, a TAN é igual ao indexante (normalmente, a Euribor) acrescido do spread (margem financeira do banco). Se optar por uma taxa fixa, a TAN é fixada diretamente pelo banco.

2. TAEG (Taxa Anual Efetiva Global)

A TAEG mostra qual é o custo total de um crédito, incluindo impostos. Ou seja, é a principal taxa a usar se quiser comparar os diferentes créditos.

Opte por escolher o crédito com a TAEG mais baixa, pois é esse que lhe sairá mais barato. Comparar créditos pela TAN pode levá-lo a selecionar um crédito mais caro, já que não contempla custos associados, como comissões ou seguros. Dessa forma escolha um crédito pessoal barato comparando diferentes TAEG’s.

Utilize o nosso comparador e simule o montante e o prazo que pretende. Tenha atenção as taxas que lhe podem interessar para o montante total do crédito e, além disso, a prestação mensal que paga.

Comentários sobre empréstimos pessoais

Muitas pessoas têm ideias pré-concebidas sobre as vantagens e desvantagens do crédito pessoal. No entanto, cada pessoa deve abstrair-se desses preconceitos antes de decidir.

O crédito pessoal é uma excelente forma de conseguir dinheiro rapidamente. Por isso são uma boa solução para despesas imprevistas ousituações de emergência.

Mas o crédito pessoal exige sempre o cálculo da taxa de esforço para verificar se tem condições para o pagar. Normalmente os comentários negativos estão sempre associados a testemunhos de pessoas que tenham entrado em incumprimento. Isso deve-se ao facto das custas por incumprimento e outras penalizações serem consideráveis.

Se quiser saber mais sobre como fazer o seu pedido de crédito online, clique aqui.

Dicas para um crédito responsável

Como se percebe, há vantagens e desvantagens no crédito pessoal. Por isso, é essencial ter noção dos riscos e de como proceder após pedir um empréstimo. Aqui ficam sete conselhos que o Banco de Portugal deixa aos interessados em crédito pessoal:

  • Avalie se necessita realmente do crédito;
  • Decida a opção mais vantajosa entre o crédito pessoal, crédito automóvel ou cartão de crédito (para saber mais pode ligar para o número 308 80 79 33);
  • Analise o impacto da prestação. Ou seja, verifique a sua taxa de esforço;
  • Compare diferentes créditos. Pode, por exemplo, comparar aqui as ofertas de crédito pessoal, bem como as ofertas de cartão de crédito;
  • Não tente enganar o banco relativamente à sua situação financeira quando pede um crédito pessoal;
  • Leia com atenção o contrato e tire todas as dúvidas antes de o assinar;
  • Caso lhe sejam propostos outros produtos associados (por exemplo seguros), verifique os seus custos. Além disso, verifique o impacto na prestação se cancelar esses produtos e serviços a meio do contrato;

Por fim deixamos mais um conselho. Não peça crédito bancário para pagar outros empréstimos. Se tiver com dificuldades financeiras, a melhor solução é pedir um crédito consolidado, já que junta todos os empréstimos e fica com uma prestação mais baixa.