Como encher a carteira depois do natal e do ano novo

Se cometeu excessos no Natal ou Ano Novo, saiba como recuperar o seu orçamento

Dezembro é mês de despesas. As festividades obrigam a algum investimento da sua parte. Por isso, confira no nosso artigo alguns métodos de poupança que o vão ajudar rapidamente a recuperar o seu orçamento. 

São várias as dicas que existem para começar a poupar. É importante ter algum montante de lado para se prevenir quanto a uma situação inesperada que o pode obrigar a gastar mais do que deseja. Saiba como melhorar a sua vida financeira em 2020 abaixo: 

Abra uma conta poupança

Como o próprio nome indica, uma conta poupança é um tipo de conta bancária a prazo na qual deposita dinheiro periodicamente com o objetivo de mais tarde render juros. No fundo, este tipo de conta é uma boa alternativa para quem tem dificuldades em poupar— assim que o dinheiro é transferido, o cliente não poderá fazer compras com esse montante. 

Para ser mais rigoroso com o dinheiro que vai colocar de lado, faça agendamentos automáticos. Assim, pode programar uma transferência automática no início de cada mês para a sua conta poupança.

As contas poupança também podem ser abertas com um objetivo específico. No entanto, se o problema é não saber como gerir o dinheiro, apresentamos-lhe alguns exemplos de orçamentos: 

Orçamento 50/30/20

Este método de poupança é bastante conhecido. Basicamente, é um plano que divide as suas despesas em três categorias: necessidades, desejos e economias. Do salário que receber a cada mês, 50% será destinado às necessidades, 30% aos desejos e 20% deve ser poupança. 

Orçamento 80/20

Este tipo de orçamento ainda é mais simples do que o anterior. Basta guardar 20% do salário líquido e transferi-lo para a sua conta poupança. Os restantes 80% será para fazer o que quiser. 

No entanto, não significa que possa poupar uma maior percentagem. Os 20% é apenas o valor mínimo para conseguir uma vida estável. Assim, o tipo de orçamento pode ser modificado com a mesma lógica para 70/30, 60/40 ou 50/50.

Não compre por impulso

Com os saldos em janeiro, é difícil não comprar produtos sem pensar. Mas na hora de adquirir algo pense se realmente precisa. 

Atualmente, com a internet, é fácil realizar uma compra consciente: analise e compare os produtos. Ou seja, tire mais partido dos sites que comparam produtos e lojas e descubra quais são as melhores promoções.

Mas atenção: compre unicamente o que necessita. Muitas vezes, algumas promoções são simplesmente uma estratégia de marketing.

Se pretende adquirir algum serviço de TV, Net e Voz, encontre o melhor pacote com o nosso simulador.

Descarregue aplicações para controlar o seu orçamento

Se precisa de anotar todas as compras que faz para controlar melhor os seus gastos, instale aplicações no seu telemóvel. O objetivo é ajudá-lo a monitorizar as suas despesas ao longo do mês. Exemplos de algumas aplicações são:

Monefy

Com um raking de 4.2 em 5 no Google Play, esta aplicação tem o objetivo de anotar e acompanhar todas as despesas de forma prática e eficaz— o resumo dos gastos é apresentado num gráfico circular. Assim que comprar algo, anote o valor e o dispositivo faz as contas automaticamente por si. Além de ser rápido, se usa mais do que um aparelho eletrónico, pode sincronizar todas as informações entre os dois ou mais dispositivos.

Money Manager

O seu design simples faz com que o seu uso seja rápido e fácil. Como a Monefy, a Money Manager também funciona ao anotar todas as despesas à medida que as tem.  As contas também podem ser organizadas por semana, mês ou ano mas também por categorias. Além disso, a sua vida financeira é analisada em gráficos interativos para lhe dar a capacidade de confirmar qual é a área das suas despesas que gasta mais.

Goodbudget

Por vezes não é fácil poupar sozinho. Tem de existir ordem e disciplina. Se tem uma conta conjunta ou partilha a casa com alguém, esta aplicação é a ideal, pois permite fazer a partilha do registo de despesas com outra pessoa. Também permite definir objetivos futuros de poupança.

Leia também: Já sabe quanto vai receber do Subsídio de férias?

Use o sistema do envelope 

Não sabe do que falamos? O sistema do envelope é um meio antigo e muito usado nas gerações passadas. A sua eficiência fez com que ainda seja usado nos dias de hoje. 

Este método consiste em repartir dinheiro por vários envelopes. Cada envelope tem uma designação e um objetivo diferentes (poderá ser destinado a contas correntes, ao pagamento da alimentação ou viagens). O seu funcionamento é semelhante a um mealheiro mas com objetivos definidos.

Uma forma de conseguir colocar de parte dinheiro do seu dia a dia para estes pequenos envelopes é ter em atenção pequenas despesas do quotidiano e questionar a si próprio se realmente são necessárias.

Aproveite o dinheiro que ia gastar em pequenos cafés, jornais ou refeições fora de casa para o colocar nos envelopes. Se é algo que pode ser evitável, invista esse dinheiro no seu futuro.

Se estas medidas não forem suficientes para recuperar as suas contas depois da época festiva, fale com o seu banco e tente encontrar um crédito pessoal mais indicado para si enquanto não recupera o seu orçamento. A Compara mais apresenta várias opções de crédito. Passe pelo nosso site e descubra qual o melhor para si.

€ 252,97 Prestação
10,116% TAEG
7,90% TAN
Montante €5.500,00
Período 24 meses
Prestação €252,97
TAN 7,90%
TAEG 10,12%
MTIC €6.071,34
  • Sem comissão de abertura;
  • Prazos, taxas e mensalidades fixas;
  • Isento de comissão de amortização antecipada;
  • Seguro de proteção ao crédito (facultativo);
  • Montantes entre 5.000€ a 50.000€ e prazos de 24 a 84 meses.