5 Melhores Dicas para Poupar Energia

Nuno Fatela

Há muitas formas de poupar energia, mas há soluções mais eficazes para baixar a fatura. Agora mostramos-lhe as 5 melhores dicas para poupar eletricidade e gás e pagar menos todos os meses, que passam por evitar desperdícios, saber como climatizar a casa, ter eletrodomésticos eficientes, poupar gás e ter preços mais baixos. Cada uma destas dicas vai ajudá-lo de diferentes formas mas sempre com um objetivo em mente: poupar energia e pagar menos nas faturas de luz e gás.

Quais as cinco melhores formas de poupar energia?

As cinco melhores formas de poupar energia e pagar menos nas faturas de eletricidade são as seguintes:

  1. Evitar desperdícios de eletricidade
  2. Climatização eficaz da casa
  3. Ter eletrodomésticos eficientes
  4. Não desperdiçar gás
  5. Comparar e simular os melhores preços

1. Evitar desperdícios de eletricidade

A primeira coisa que deve fazer é garantir que não gasta eletricidade que pode evitar consumir. Isso é feito, principalmente, com o uso de tomadas inteligentes, que podem ser desligadas, mas também com algum cuidado na forma como utiliza os eletrodomésticos.

Por exemplo, se costuma simplesmente “baixar o ecrã” do PC quando deixa de o utilizar, ele continua a consumir em stand-by. Além disso, se evitar ter o carregador ligado quando não está a usar o computador, também evita desperdícios de energia.

Mas, além dos aparelhos eletrónicos, há outros gastos desnecessários de eletricidade que pode evitar. Por exemplo, se tem uma placa elétrica de fogão, tire partido do calor que ela acumula para terminar a confeção dos alimentos. Dessa forma pode desligar o fogão antecipadamente e reduzir o consumo de energia.

Outra solução é investir em sistemas de autoconsumo de eletricidade com armazenamento de eletricidade que pode gastar nos momentos em que tem mais gastos de luz em casa.

2. Faça uma climatização eficaz da casa

O sol a brilhar é uma excelente forma de aquecer a sua casa no Inverno. Mas no Verão ele é um inimigo, já que obriga-o a usar ventoinhas ou ar condicionado.

Por exemplo, se abrir as suas cortinas no Inverno vai conseguir aquecer a sua casa.  No entanto, tenha atenção com o tempo que deixa as janelas abertas, já que isso pode ter o efeito contrário. E, se isso ocorrer, em vez de baixar a fatura de energia poderá acontecer precisamente o oposto.

Na climatização da casa no Verão preste especial importância ao momento de abertura e encerramento das persianas e cortinados. Por exemplo, não ter as persianas abertas durante o dia mantém a casa fresca e ajuda a baixar a fatura de eletricidade. 

3. Ter eletrodomésticos eficientes

A etiqueta energética faz uma distinção mais eficaz entre os consumos dos equipamentos para casa. Por isso, quando vai comprar é mais fácil saber que aparelhos são mais eficazes e gastam menos energia.

Esta é uma questão muito importante em alguns eletrodomésticos, como por exemplo no frigorífico. Uma vez que este equipamento está sempre ligado, ter um equipamento com classe energética mais elevada representa alguma poupança anual nos consumos dos eletrodomésticos.

Com as classes energética pode verificar que um frigorífico com etiqueta energética F gasta 280 kWh/ano, enquanto um com classe D consome apenas 170 kWh. Algo que significa uma diferença de 16€ na fatura de eletricidade no final do ano (com um preço kWh médio de 0,1500 €/kWh).

Esta diferença pode não parecer grande, mas a se multiplicar pelos vários equipamentos para casa, imagine quanto vai baixar a fatura de energia ao fim de doze meses…

4. Não desperdiçar gás

A eletricidade tem mais peso na fatura anual de energia, mas tenha também em conta o gás natural quando quer poupar. E neste ponto há algumas práticas que deve adotar.

Em primeiro lugar, evite banhos de imersão ou, mesmo com o chuveiro, estar horas debaixo da água quente. E, recorde-se ainda, a água demasiado quente é prejudicial para a saúde da sua pele. Por isso, reduza a “força” do esquentador, regulando a sua temperatura. Isso é bom para a carteira e para a sua saúde.

Além disso, muitas pessoas preste atenção às torneiras monocomando / misturadoras, porque muitas vezes abrem a água quente sem querer. Por exemplo, se for apenas lavar as mãos na casa de banho e ligar a água quente, é provável que acabe por fechar a torneira antes mesmo da água quente chegar.

Isso é um desperdício que, repetido centenas de vezes num ano, tem impacto na sua conta do gás. 

5. Comparar e simular os melhores preços

Além de mudar os hábitos, mudar os preços é outra excelente forma de baixar a fatura de energia. E a mudança de empresa pode significar uma poupança superior a 600€ por ano.

Por isso, encontrar os melhores preços de eletricidade é a melhor forma de baixar a fatura de energia. Faça a simulação de preços de energia e descubra quanto você vai poupar.

Depois, para mudar não precisa de muitas informações, dados ou assinar contratos. Só precisa de fornecer o seu CPE da eletricidade e/ou o seu CUI do gás natural, a sua identificação, NIF e a morada. Forneça também o seu NIB e IBAN para ter mais descontos com o débito direto.

Comparar os preços de luz e gás abre as portas para baixar a fatura de energia, conseguindo a tarifa mais barata. Para saber quanto pode poupar, aceda agora ao simulador de energia e descubra quanto reduz as suas despesas com eletricidade e gás natural.

Pedir Agora Crédito Pessoal

Simular