Passou numa SCUT? Saiba como pode pagar as portagens

Saiba como pode pagar as portagens na autoestrada

Em muitas alturas apetece-nos fazer viagens maiores, o que obriga geralmente a utilizar as autoestradas pagas. Descubra neste artigo como pode pagar as SCUTS e a melhor forma de evitar multas ou custas de processos.

Portugal é um dos países com um dos sistemas de pagamento de portagens mais avançado, já que a Via Verde permite usar as autoestradas de todas as concessionárias e pagar por débito direto na conta ou cartão de crédito . No entanto, para quem não tem este dispositivo, pagar as SCUTS pode ser um verdadeiro desafio. Veja agora tudo o que precisa fazer para evitar multas por atrasos e outras despesas por falta de pagamento das SCUTS.

Veja quais são as diferenças entre um cartão Visa e um cartão Mastercard.

O que são as SCUTS?

Muita gente paga SCUTS, mas não sabe o que significam. SCUTS significa “Sem Custos para os Utilizadores” e são autoestradas onde antigamente era o Estado que suportava os custos em regime de portagens virtuais.

O regime de portagens virtuais foi implementado em 1997, mas em 2011 foi retirado. Por isso, desde 2011 que a utilização deste tipo de autoestradas é cobrada aos consumidores que por lá passem através de portagens exclusivamente eletrónicas, visíveis nos vários pórticos e placas de indicação de preços.

Ao passar por estas vias tem de ter atenção, pois após fazê-lo tem um prazo para fazer o pagamento.

Como posso pagar SCUTS?

Via Verde

Caso tenha Via Verde e passe por SCUTS o pagamento é feito de forma automática, como acontece nas outras autoestradas. O contrato de utilizador do identificador da Via Verde está associado à conta bancária ou cartão de crédito, e o dinheiro é levantado automaticamente.

A Via Verde permite pagar em todas as autoestradas e, além disso, também pode ser usada em parques de estacionamento e abastecimento de combustível.

Pré-pagamento

Esta solução permite pagar as SCUTS antes de as usar. O pré-pagamento pode ser feito nos Postos de Correio com NAVe, nas lojas CTT, em Agentes Payshop ou por referência de multibanco. No entanto, só o aluguer do aparelho nos CTT são 35€. Além disso, os valores são debitados até ao limite do saldo disponível na conta associada.

Se, porventura, não consumir todo o dinheiro pré-carregado, pode cancelar o serviço e o dinheiro é reembolsado. Só é possível ter esta modalidade se tiver um Dispositivo Eletrónico de Matrícula, com utilização restrita ao pagamento de portagens.

Payshop

Deve solicitar o pagamento das portagens, indicando a sua matrícula. Tem até cinco dias úteis, após a passagem pela SCUT, para fazer o pagamento. 

Balcões dos CTT

Pode dirigir-se a uma loja CTT dos Correios e efetuar o pagamento. Esta solução fica disponível 48h depois de passar pelas SCUTS e depois tem cinco dias úteis para fazer o pagamento.

Multibanco

Se preferir esta opção, a melhor solução é obter a referência para pagar as SCUTS através do site dos CTT. Apenas precisa de indicar a matrícula, o seu contacto telefónico e NIF para ser informado sobre o valor a pagar. Para que possa efetuar o pagamento recebe os dados no seu telemóvel.

Quais são os prazos para pagar as SCUTS?

Os valores das SCUTS a pagar ficam disponíveis para consulta no site dos CTT 48 horas depois. Ou seja, dois dias úteis depois de ter passado pela portagem. Por exemplo, se passar numa terça-feira, pode pagar a partir de quinta.

Depois começa o prazo de cinco dias úteis para fazer o pagamento. Caso não pague dentro desses cinco dias a informação sobre o pagamento deixa de ser visível no site dos CTT.

Por isso, se já lhe aconteceu algo do género, saiba que, depois de sair do site dos CTT, os dados passam a estar disponíveis no site Pagamento de Portagens. Pode também usar o número de telefone para pagar SCUTS e portagens, na linha de apoio 707 500 251

Nesta última opção, tem 30 dias úteis para pagar as SCUTS. Caso não o faça, a dívida pode dar origem a um processo de cobrança por parte das Finanças.

O que acontece se me esquecer de pagar as SCUTS?

Como referimos, se passado os cinco dias úteis não tiver pago as portagens, pode recorrer ao site Pagamento de Portagens, ou pedir à concessionária os dados da dívida.

A concessionária vai dar-lhe a entidade, a referência e o valor em atraso para realizar o pagamento. Aqui, tem duas opções para o fazer: através de Multibanco ou usando um número de notificação fornecido. Deve indicar o mesmo num vale postal, que pode usar para pagar nos CTT.

Se falhar o pagamento das SCUTS e passarem 30 dias, a dívida vai ser encaminhada para a Autoridade Tributária e Aduaneira, entidade responsável pela instauração dos respetivos processos de cobrança coerciva. E nesse caso as portagens vão ficar muito mais caras porque, para além da taxa de passagem pela autoestrada e dos custos administrativos, vai pagar coimas, custos do processo e juros.

O valor mínimo da coima é 7,5 vezes o valor da taxa de portagem, não podendo ser inferior a 25€ e superior a quatro vezes o valor mínimo da coima.

Viajar com e sem portagens. Veja a diferença…

Às vezes precisamos de ir ao Porto ou ao Algarve e não temos bem a certeza dos custos envolvidos nas viagens. A Comparamais ajuda-o a perceber que custos teria na viagem, tendo em conta um carro de família com dimensões médias e motor a gasóleo.

Para obter os vários resultados, foi utilizado o Guia Via Michelin.

Viajar de Lisboa para o Porto

Percurso com portagens

ViaA1
Duração3h25
Quilómetros316km
Custo do Combustível20,60€
Custo das Portagens22,20€
Custo Total42,80€

Para chegar ao Porto às 15h, teria de sair de Lisboa por volta das 11h35.

Percurso sem portagens

Via N1
Duração 5h55
Quilómetros 318km
Custo do Combustível 24,09€
Custo das Portagens 0€
Custo Total 24,09€

Se quisesse poupar dinheiro nas portagens, para chegar ao Porto às 15h, teria de sair de Lisboa por volta das 9h da manhã.

Assim, apesar de o percurso com portagens ser o mais caro, vai poupar muito tempo na duração da viagem.

Viajar de Lisboa para Faro

Percurso com portagens

Via A2
Duração 2h57
Quilómetros 280km
Custo do Combustível 17,99€
Custo das Portagens 22,50€
Custo Total 40,49€

Para chegar a Faro às 15h, teria de sair de Lisboa por volta do meio dia.

Percurso sem portagens

ViaN10 IC1
Duração5h06
Quilómetros335km
Custo do Combustível22,54€
Custo das Portagens0€
Custo Total22,54€

Caso pretendesse poupar dinheiro nas portagens, poderia optar por esta opção que leva mais tempo. Assim, para chegar a Faro às 15h, tinha de partir por volta das 9h55.

Viajar de Almada para Lisboa

Percurso com portagens

ViaPonte 25 de Abril
Duração24 minutos
Quilómetros14,8km
Custo do Combustível1,46€
Custo das Portagens1,85€
Custo Total3,31€

Neste caso específico, mesmo selecionando um percurso com portagens, não vai ser cobrado. Isto acontece porque está a viajar para Almada e não o contrário. Se o caminho fosse o inverso, ou seja, se estivesse a viajar de Almada para Lisboa, iriam ser cobradas as taxas da Ponte no valor de 1,85€. Assim, para chegar a Almada às 15h, precisava de sair de Lisboa por volta das 14h35.

Percurso sem portagens

Via N10 N118
Duração 2h25
Quilómetros 128km
Custo do Combustível 9,76€
Custo das Portagens 0€
Custo Total 9,76€

Neste último caso, para vir de Almada para Lisboa sem pagar portagens, iria demorar mais duas horas do que se pagasse portagens, já que tinha de ir a Vila Franca de Xira. Portanto, uma solução apenas para quem seja totalmente contra as portagens.

Assim, para chegar às 15h, teria de sair aproximadamente às 12h35. Restava, no entanto, a consolação de saber que no regresso não pagaria portagens pela Ponte 25 de Abril…

Para perceber o valor que lhe vai ser cobrado de portagens pode utilizar um calculador de portagens.

Faça a sua viagem e, para evitar as portagens em atraso, adira à Via Verde. Caso isso não seja vantajoso para si tenha atenção aos prazos de pagamento.